Grupo do Blog

quarta-feira, abril 24, 2013

Mário Couto quer Jader Barbalho na Cadeia

Da Redação da Agência Senado



Em pronunciamento nesta terça-feira (23), o senador Mário Couto (PSDB-PA) exigiu esclarecimentos sobre a declaração de bens apresentada pelo senador Jader Barbalho (PMDB-PA) à Mesa Diretora. Segundo a denúncia de Couto, que pediu punição aos “poderosos” que desviaram recursos da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), Jader teria comprado, em 2001, participação em uma emissora de televisão em Santarém que não consta em seu patrimônio declarado.

– É essa explicação da Mesa que eu desejo. Quero saber por que a TV Tapajós pertence a um senador da República, mas em seu patrimônio isso não consta há mais de dez anos. Onde está o Fisco, que está sendo enganado? Onde está o Senado, que está sendo enganado? – indagou.

Leia Também:

Jader Barbalho anuncia aposentadoria
Jader Barbalho de novo na berlinda

Mário Couto lembrou que a denúncia também foi apresentada pela ex-senadora paraense Marinor Brito (PSOL) ao Ministério Público Federal, mas salientou que a Mesa deve se pronunciar a respeito por se tratar de questão envolvendo senador no exercício do mandato.

O parlamentar também manifestou sua indignação com o jornal Diário do Pará, que, em sua avaliação, publicou seu patrimônio em represália às denúncias de corrupção que tem feito na tribuna do Senado. Para Mário Couto, o jornal listou “muito pouca coisa” para quem tinha sido classificado como “milionário”:

– Não é possível que, durante uma vida de 27 anos de mandato, eu só tenha uma casa e uma lanchinha. Mas eu não roubei a Sudam. Eu não roubei o Banpará. Eu não sou ladrão. Por isso meu patrimônio é pequeno – afirmou.

Couto disse acreditar que o combate à corrupção gera nos corruptos a “ansiedade de calar esta voz”, o que, conforme relatou, tem resultado em ameaças de morte.

Couto lamentou a falta de condições da Sudam para estimular o desenvolvimento da Amazônia e proteger os pobres depois que seus cofres foram “surrupiados”. Ele pediu esforço dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) para levar a julgamento os responsáveis pelo desvio “dez vezes maior que o mensalão”.

– Eu sonhei que aqueles que roubaram a Sudam estão presos. É verdade, senadores? Eu sonhei que os mensaleiros estão presos. É verdade, senadores?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash