Postagem em destaque

(STF) decidiu enviar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer à Câmara dos Deputados

Maioria do STF vota pelo envio de denúncia sobre Michel Temer à Câmara O placar da votação está em 6 votos a 1 pelo envio, contrariando ped...

Grupo do Blog

Informatica

Beile Paraense

Beile Paraense

quarta-feira, agosto 16, 2017

Resgate de vitimas do empurrador da Bertolini só em Outubro ou Novembro

Empresas envolvidas no acidente marítimo ainda não tem prazo para resgatar  vitimas, no total de nove que supostamente estão presas ao empurrador.

Depois de quatro horas de reunião, realizada no Quartel do Corpo de Bombeiros, em Santarém, na manhã desta quarta-feira, 16, representantes de órgãos de segurança do Pará e das empresas proprietárias das embarcações envolvidas no acidente do dia 02 deste mês, entre os municípios de Óbidos e Oriximiná, não definiram uma data para a retirada do rebocador da empresa Bertolini do fundo do rio Amazonas.

 
  Indefinição marca reunião em Santarém sobre acidente no Rio Amazonas
 
Familiares das vítimas da tragédia prometem fazer novos protestos.

Participaram da reunião representantes da Marinha do Brasil, Corpo de Bombeiros, Ministério Público Federal (MPF), Polícia Militar do Pará, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção de Santarém, além de diretores das empresas Mercosul Line e Bertolini e um grupo de parentes das vitimas do acidente.


Leia Também

Comandante Francisco fala em risco de morte para mergulhadores que tentarem chegar até o empurrador.

Durante a reunião, as empresas e os órgãos de segurança disseram que a retirada do rebocador deve acontecer nos meses de outubro ou novembro, deste ano. Porém, sem data específica marcada.

A equipe de resgate alega que as atuais condições do rio Amazonas com correnteza forte e visibilidade baixa dificultam o resgate. Por isso vão esperar o período de estiagem do Amazonas para realizar a operação.

A reunião iniciou por volta de 9h, e encerrou às 13 horas.

Por conta da omissão das empresas e órgãos de segurança no plano de resgate, familiares das 9 pessoas que continuam desaparecidas no rio Amazonas prometem fazer novos protestos em Santarém.

A TRAGÉDIA: O acidente envolvendo um comboio de 9 barcaças da empresa Transportes Bertolini Ltda (TBL) e o navio mercante Mercosul Santos, aconteceu por volta de 4h30, do dia 02 deste mês, entre os municípios de Óbidos e Oriximiná, oeste do Pará. Durante a colisão, 11 funcionários da empresa Bertolini estavam no comboio. Duas delas conseguiram se salvar, enquanto que 9 pessoas desapareceram no rio Amazonas. O comboio das barcaças vinha de Porto Velho (RO), carregado de grãos, com destino a Santarém. Enquanto que o navio Mercosul ia do porto de Suape (PE), com destino a Manaus (AM) carregado de container.

www.tucuximy.blogspot.com informações do RG 15/O Impacto

Um comentário:

  1. Ola familiares, quando forem fazer o protesto , me avisem que EU vou também, Meus Sentimentos...

    ResponderExcluir

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário