Grupo do Blog

domingo, dezembro 11, 2016

Irmãos trabalhadores são mortos barbaramente a tiros de espingarda em Rurópolis

Dois irmãos foram mortos a tiros de espingarda cartucheira quando trabalhavam em uma propriedade agropastoril na localidade conhecida como vicinal do Cachimbão, no município de Rurópolis, às margens da rodovia Santarém/Cuiabá.


(Foto: DOL)

O duplo homicídio foi relatado na Polícia Civil por Francisco Pereira Alves, pai dos rapazes assassinados. Ele disse ao delegado Ariosvaldo Vital da delegacia de Rurópolis que seus filhos Leonardo Nascimento Alves, de 23 anos, e outro adolescente de apenas 14 anos, ambos agricultores, foram mortos a tiros durante um conflito de terras.

Segundo as informações prestadas a polícia, Leonardo Nascimento e outros agricultores se apossaram de uma área de terra devoluta, localizada no fim da vicinal Cachimbão, e alguns fazendeiros da região passaram a ameaçar os agricultores para obrigá-los a saírem dali, alegando que as terras seriam das fazendas em conflito.

Não foram informados à Polícia Civil quais seriam as fazendas e quem seriam os proprietários que estavam ameaçando Leonardo Nascimento. Ele acabou abandonando as terras sob ameaças e foi trabalhar na fazenda de um homem conhecido como “Deco”, localizada naquela região.

Leonardo Nascimento Alves receberia a quantia de R$2.500,00 para cuidar do gado na fazenda e, como o trabalho era muito pesado, ele convidou o amigo de prenome David para lhe ajudar a cuidar do gado, mas Deco não gostou, acabando por repreendê-lo dizendo que, se precisasse de trabalhador, era para falar que ele mesmo arrumaria.

O pai disse que Leonardo continuou a trabalhar na fazenda, mas não recebia pagamento, passando nove meses trabalhando na fazenda de Deco. Como não recebia direito o combinado, acabou abandonando o trabalho, e sem autorização de Deco levou uma motosserra como parte do seu pagamento.

Depois disso, Leonardo Nascimento passou a trabalhar serrando madeira para seu sustento e, por fim, estava serrando estacas no lote de David e sua esposa Josefa, localizado na vicinal Cachimbão. O trabalhador convidou o irmão menor de 14 anos para lhe ajudar, pois este estava de férias.

ADVERTÊNCIA

Nesta sexta-feira, Leonardo e o irmão menor foram assassinados a tiros de espingarda no local onde serravam madeira, no lote de David. Não se sabe ainda quem cometeu tais crimes.

O pai disse à polícia que um homem que era amigo do seu filho, no mês passado, o advertiu para que saísse do local onde serrava madeira, porque era muito perigoso. Agricultores da região citaram o nome de um homem conhecido como “Raimundão”, que reside no fim da vicinal Cachimbão e que sempre comentava de matar alguém na região.O delegado de Rurópolis, de posse dessas informações importantes, vai investigar mais este crime de pistolagem na região. O delegado acionou o IML de Itaituba para remoção dos corpos que se encontravam em local de difícil acesso no Km-55 da vicinal do Cachimbão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash