Grupo do Blog

sexta-feira, outubro 03, 2014

MPE vai investigar pescaria de Jatene

 Marco Carrera diz que Jatene usou dinheiro público para custear viagem de lazer e pescaria, com estadia na pousada Thaimaçu, localizada na Reserva Estadual de Pesca Esportiva Rio São Benedito/ Rio Azul, no Sul do Pará;

Marco Carrera protocolou no MPE representação para investigar improbidade administrativa de Simão Jatene: em 2011, ele usou avião do Estado (Foto: Divulgação)


O candidato Marco Carrera, da Frente de Esquerda Mudança Pra Valer (PSOL e PSTU), protocolou ontem no Ministério Público do Estado do Pará representação para investigar ato de improbidade administrativa na gestão do governador Simão Jatene, que, em setembro de 2011, usou um monomotor modelo Caravan, de propriedade do Estado, para fazer uma viagem de lazer e pescaria para uma sofisticada pousada na fronteira do Pará com o Mato Grosso.

Carrera ressalta que a população não pode ser privada de direitos, como mobilidade urbana, educação e saúde, enquanto o governador utiliza recursos públicos para fins pessoais. “Caso a denúncia seja comprovada, trata-se de grave desvio de ética, pois o dinheiro usado foi arrecadado dos impostos da população. O MP, que é o guardião das leis, precisa investigar o caso, se assim entender, entrar com uma Ação Civil Pública por atos de improbidade administrativa”, declarou.

O psolista disse que vai acompanhar de perto a apuração, enquanto candidato e como cidadão. “Nosso partido [PSOL] e o PSTU, da Frente de Esquerda Mudança Pra Valer, vai chamar o povo para acompanhar a investigação”, avisa Carrera.O deputado Edmilson Rodrigues destacou que os documentos anexados a denúncias são originais. “Tive acesso a eles e lá comprova que o governador realizou a viagem e esteve com o governador de Mato Grosso. Isso tem que ser investigado. Para se discutir ética, há necessidade de se ter coerência. Seja quem for, o partido que for. Vivemos em uma República. Tem que haver respeito. O MPE existe para defender a população, por isso pedimos a intervenção do órgão”, enfatizou.

O escândalo do uso do avião do governo para lazer por Simão Jatene surgiu durante o debate realizado pela TV Liberal na última terça-feira. Marco Carrera afirmou que Jatene usou dinheiro público para custear uma longa viagem de lazer e pescaria. A estadia teria sido na pousada Thaimaçu, localizada na Reserva Estadual de Pesca Esportiva Rio São Benedito/ Rio Azul, no sul do Pará.As denúncias que chegaram à sede do Psol no dia 29/09, em envelope lacrado e sem menção de remetente, trazem documentos que indicam indícios graves de cometimento de ato de improbidade administrativa pelo governador Simão Jatene, que teria utilizado a aeronave de propriedade do Estado do Pará para fins particulares.

Segundo o relatório, Simão Jatene fez um roteiro de pescaria entre os dias 13 e 14 de agosto de 2011, em Ipixuna e Paragominas, hospedando-se na Fazenda Rio Capim. Dias depois, Jatene, no mesmo avião, partiu para outro roteiro de pesca, ainda mais glamouroso: ele e sua esposa passaram quatro dias em um resort luxuoso localizado na Reserva Estadual de Pesca Esportiva Rio São Benedito/Rio Azul, na fronteira entre o Pará e Mato Grosso.

Turismo com o seu dinheirinho

A viagem, segundo o documento, iniciou no dia 30 de agosto de 2011, quando partiram de Belém para Marabá numa aeronave do estado (ver mapa ao lado). No dia 31, partiram de Marabá para Serra do Cachimbo, local de um suposto encontro do oficial com o governador do Mato Grosso.No entanto, no dia 1° de setembro do mesmo ano, Jatene, a esposa, os dois pilotos da aeronave (Cesar – código 0333145 e Nunes - código 852889) e dois outros servidores públicos partiram, em avião de menor porte (Caravan, prefixo PPEPV, de fabricação da norte-americana Cessna), também de propriedade do governo do Estado, com destino ao resort Thaimaçú, onde teriam permanecido por quatro dias, estritamente para o seu lazer e de seus acompanhantes.

Em Thaimaçu, Jatene e sua esposa permaneceram até o dia 4 de setembro, pescando e se divertindo, quando teve início a viagem de volta. Primeiro, foram para Itaituba. Depois, no dia 5, para Santarém, de onde, no dia seguinte, os quatro retornaram a Belém. Localizada em uma área de 1,4 milhão de hectares, a pousada Thaimaçu é a única em operação na Reserva Estadual de Pesca Esportiva Rio São Benedito/Rio Azul. A reserva foi criada por iniciativa dos empresários, em parceria com o governo do Pará. Trata-se de um paraíso para os amantes da pesca esportiva, como é o caso de Jatene.

A reserva é também um local de difícil acesso e de alto luxo, no qual só entra quem possui muitas posses. Apesar de ficar no meio da floresta, a pousada possui suítes com água quente, ar condicionado, frigobar e espaçosas varandas. Tem, ainda, serviço de lavanderia, restaurante, loja com equipamentos e acessórios de pesca, telefone e internet.

No preço das suítes estão incluídas três refeições diárias (café, almoço e jantar) e o cardápio é farto: frutas colhidas no pomar da pousada, todas livres de agrotóxicos; pães, bolos, tortas, sucos, carnes de boi, carneiro, porco e frango, além de peixes, é claro, e hortaliças de cultivo orgânico. Para arrematar o “banquete gastronômico”, diz o site da Thaimaçu, há sobremesas “dignas do mais fino paladar”, além de bebidas (cerveja, refrigerantes e água mineral) também incluídas no pacote. Mas quem quiser também pode optar por finíssimos vinhos, encomendados à pousada.

Turismo em avião do Estado

- Marco Carrera diz que Jatene usou dinheiro público para custear viagem de lazer e pescaria, com estadia na pousada Thaimaçu, localizada na Reserva Estadual de Pesca Esportiva Rio São Benedito/ Rio Azul, no Sul do Pará;- Denúncias chegaram à sede do Psol no dia 29/09 em envelope lacrado, sem remetente, com documentos que apontam ato de improbidade de Simão Jatene, ao usar aeronave do Estado do Pará para fins particulares;- Simão Jatene fez o roteiro de pescaria entre 13 e 14 de agosto de 2011, em Ipixuna e Paragominas, hospedando-se na Fazenda Rio Capim. Dias depois, ele partiu para resort luxuoso na Reserva Estadual de Pesca Esportiva Rio São Benedito/Rio Azul, na fronteira entre o Pará e Mato Grosso.

(Diário do Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash