Grupo do Blog

segunda-feira, setembro 01, 2014

Bebê encontrado na lixeira não resistiu e morreu de infecção generalizada

Morreu na manhã desta segunda-feira (1º) bebê encontrado na lixeira do Instituto da Mulher Dona Lindu
Morre bebê encontrada em lixeira de hospital em Manaus .Com 900g, criança sofreu infecção generalizada e não resistiu.Polícia deverá investigar imagens de segurança para identificar mãe.
Bebê encontrada em lixeira de hospital pesa cerca de 900 gramas (Foto: Reprodução/TV Amazonas)

A bebê recém-nascida encontrada na lixeira do Instituto da Mulher Dona Lindu, localizada na Zona Centro-Sul de Manaus, morreu na manhã desta segunda-feira (1º), de acordo com a assessoria de imprensa do hospital. A criança teve quadro avançado de infecção generalizada e não resistiu. Ela foi localizada na sexta-feira (29) no banheiro do Instituto. A polícia deverá investigar as imagens das câmeras de segurança da unidade de saúde para identificar a mãe.

saiba mais
No AM, bebê encontrada em lixeira de hospital permanece em estado grave
Em Manaus, servente encontra bebê recém-nascido em lixo de hospital
Crianças encontram feto dentro de caixa de sapato em Manaus

Segundo a assessoria do Instituto, médicos responsáveis pelo tratamento da bebê tentavam a reanimação da criança desde as 5h da manhã. No entanto, ela permaneceu sem estímulos e a morte foi confirmada por volta das 9h30.

A menina pesa pouco mais de 900 gramas e nasceu com cerca de sete meses de gestação. O quadro de saúde da criança se agravou no sábado (30), após a bebê entrar em estado de choque e ter um sangramento na região do umbigo.

A recém-nascida, batizada de Ingrid pelos funcionários do hospital, estava em uma incubadora na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e respirava com a ajuda de aparelhos..

Criança foi encontrada em lixeira do Instituto da
Mulher (Foto: Divulgação/Agecom)

Caso

De acordo com a unidade, uma funcionária de serviços gerais realizava a higienização do banheiro, na tarde de sexta (29), quando encontrou a criança, e, ao recolher o saco de lixo, notou o peso anormal. A Polícia Civil deverá investigar as imagens das câmeras de segurança do hospital para tentar identificar a mãe da criança.

Há suspeitas de que a bebê tenha nascido no banheiro do hospital, e não tenha sido levada pela mãe até o local, porque o vaso sanitário estava sujo de sangue. A direção do hospital acredita que a mãe da criança não tenha realizado cadastro para ser atendida na unidade.

Do G1 AM 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash