Grupo do Blog

quarta-feira, maio 07, 2014

Dentista que pregou cartaz discriminando choro foi denunciada.

O atendimento nos postos de saúde e hospitais do Brasil, passou dos limites essa semana, na cidade de Goiânia em um consultório Odontológico, uma dentista colocou um cartaz na parede que dizia que crianças que choram serão atendidas por último, após saber do fato o secretario de saúde afastou a dentista que vai responder a um processo disciplinar.



Foto de Ilustração internet

Após a descoberta do cartaz, a dentista foi afastada e responderá a um processo disciplinar.

Goiânia - O secretário municipal de Saúde de Rio Verde (GO), João Campos, decidiu pelo afastamento de uma dentista, após a descoberta de um cartaz, fixado na parede externa do consultório de odontopediatria do Posto de Saúde, que diz "crianças que choram serão atendidas por último".


Além de abertura de processo disciplinar, o secretário considerou, mesmo assim, o caso superado. "Todos os pacientes devem ser bem atendidos, receber os cuidados necessários e criança que chora também deve ser atendida, e muito bem atendida, como as demais", disse.

Campos disse estar surpreso com a repercussão do caso. Confirmou ter requerido a suspensão funcional da dentista. E revelou ter sido alertado de que o caso é antigo: "O cartaz estava afixado no local há um ano, e já existiam outras reclamações", disse ele. Mesmo assim, e para Ana Socorro Gonçalves, coordenadora do Posto de Saúde, as chamadas "medidas de humanização" no atendimento dos pacientes deverão ser reafirmadas e observadas.

"Não basta retirar um cartaz e sim criar meios que reduzam a ansiedade dos pais e das crianças, nos momentos que antecedem as consultas", afirmou. A Secretaria Estadual de Saúde não emitiu nota oficial nem comentou o episódio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash