Grupo do Blog

terça-feira, abril 22, 2014

Pedofilia e corrupção geram instabilidade política no município de Coari.

O Deputado Estadual Luiz Castro (PPS) recebeu na manhã de hoje 22 uma  carta de repúdio dos empresários da cidade de Coari, a carta lida em plenário fala do desconforto e o prejuízo que a classe empresarial  vem sofrendo com  a instabilidade política do município, que já está gerando reflexos negativos na economia local.
 (Rubilar Santos/Aleam)

Em um Comunicado de Liderança feito nesta terça-feira (22), na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado Luiz Castro (PPS) leu uma carta enviada ao Legislativo estadual, por empresários da cidade de Coari, na qual eles repudiam a morosidade com que estão sendo tratados os casos de pedofilia e corrupção e revelam que a instabilidade política no município está gerando reflexos negativos na economia local.

Representando o Sindicato dos Construtores, Comerciantes e Prestadores de Serviço do município de Coari, o presidente e o vice-presidente da entidade, Onício Rodrigues da Silva e Abrahim Souza da Costa, entregaram ao deputado socialista a carta endereçada à Assembleia, que foi lida por Luiz Castro:

“Vimos respeitosamente repudiar os acontecimentos envolvendo a corrupção e a pedofilia no município de Coari, que vive um momento difícil em sua economia, devido à instabilidade política desde que assumiu a nova administração pública, eleita no pleito de outubro de 2012. (…) Comércio já fechou as portas, muitas empresas já estão em atraso com seus fornecedores e prestadores de serviços da Prefeitura Municipal de Coari, temem em fazer compras. Lamentamos ainda em dizer que esta situação ainda pode piorar, pois a enchente já cobre boa parte das terras do município. Isso tudo acontecendo e o prefeito eleito preso há mais de dois meses, acusado de crime de pedofilia mediante aos fatos, pedimos em nome da classe empresarial e da nossa economia, solução urgente para que haja fim a esta instabilidade”, diz o texto da carta.

Luiz Castro apelou aos colegas parlamentares e ao presidente da Assembleia, esforço para atender o pleito da entidade de classe, pedindo que haja o julgamento efetivo do prefeito preso e seu afastamento definitivo e para que o Tribunal Superior Eleitoral decida definindo de uma vez por todas a situação jurídica da Prefeitura de Coari.

Em aparte, o deputado José Ricardo (PT) disse não entender a morosidade no processo envolvendo o prefeito Adail Pinheiro e porque os processos não andam como deveriam.

Finalizando seu discurso, Luiz Castro, agradeceu aos empresários pelo ato de coragem cívica em comparecer a Assembleia. “Eles sabem que, quando voltarem ao município, serão alvo de ameaças, chantagens e intimidações, pois assim tem sido no município de Coari, apesar de o prefeito estar preso, num quarto de hotel três estrelas no batalhão da Polícia Militar em Manaus, ele continua a dar ordens em Coari”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash