Grupo do Blog

sexta-feira, abril 04, 2014

Deputado Luiz Castro (PPS) defende sua participação na CPI da Pedofilia

O deputado estadual Luiz Castro (PPS) defendeu sua participação na CPI da Pedofilia, que será instalada na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nos próximos dias afirmando que foi ele o autor do texto da propositura e o primeiro autor da proposta de CPI. Castro disse que, se não participar, será “a primeira vez que uma CPI nega ao autor da propositura o assento dentro dela”.
Da tribuna, o deputado declarou que vem sendo vítima de diversos ataques. (Foto: Elisa Garcia Maia/Aleam)

O deputado lembrou que vem sendo vítima de diversos ataques em função do sogro ter sido condenado, há cerca de nove anos, por pedofilia, em Eirunepé. O deputado ressaltou que em nenhum momento participou da defesa do familiar, que as investigações correram dentro da legalidade e que o condenado, hoje com 86 anos, cumpre sua pena como foi sentenciada. O parlamentar contou ainda ter recebido ameaça de morte por denunciar o esquema de exploração sexual de menores em Coari. “Ele errou, mas não ficou impune”, disse ele.

O deputado estadual lembrou seu empenho em contribuir com o trabalho da CPI da Pedofilia da Câmara Federal e do Ministério Público e ressaltou que os mesmos não lhe julgam em suspeição pela condenação do sogro.

Tags: CPI da Pedofilia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash