Grupo do Blog

quinta-feira, março 27, 2014

Povo amazonense banca obras inacabadas.

A falta de apoio financeiro do Governo Federal na execução das obras da Copa do Mundo em Manaus, foi criticada hoje (25) pelo deputado Luiz Castro, durante audiência pública na Assembleia Legislativa. “É preciso ficar claro que as poucas obras estão sendo feitas com o dinheiro do povo amazonense”, frisou.

Povo amazonense banca obras da Copa

Luciana de Oliveira


O deputado lembrou que em 2007 quando o então presidente Lula anunciou o Brasil como sede da Copa, ele afirmou que a iniciativa privada assumiria os gastos com a construção dos estádios. “Fomos ludibriados, 98% dos recursos procedem do Poder Público estadual e municipal”, enfatizou Luiz Castro.
Diante de representantes do Governo do Estado e da Prefeitura de Manaus, o deputado Luiz Castro disse que esses recursos fazem falta em áreas importantes como saúde, educação e segurança. Além disso, ele afirmou que não há um controle fiscal sobre os gastos gerados com o atraso das obras.

O legado da Copa, segundo Castro, é mínimo em Manaus. Obras importantes de mobilidade nunca saíram do papel por falta de entendimento entre a Prefeitura e o Governo nas gestões de Amazonino Mendes e de Eduardo Braga.
“Hoje, a Prefeitura está recuperando o centro histórico de Manaus e as principais avenidas, sem um centavo do Governo Federal”, salientou o deputado, afirmando que não se justifica o ufanismo dos representantes do Governo do Estado, por uma grande obra como a Arena da Amazônia. “A Copa vai passar e vai restar um elefante branco de R$ 700 milhões”, criticou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash