Grupo do Blog

quarta-feira, junho 05, 2013

Centro Médico da ALE-AM custou R$ 3,3 milhões e não salvou servidor

Centro Médico da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas foi alertado pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes  (Cipa) sobre ambulância do Poder Legislativo, que não possuía sequer um desfibrilador.

Acritica/ tucuximy


Há 40 dias, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes da Assembleia Legislativa do Amazonas (Cipa) alertou para a precariedade da ambulância do Poder Legislativo, que não possuía sequer um desfibrilador.

Nessa terça-feira(04), por volta das 7h30, o agente legislativo Paulo Henrique Correia Lima morreu, depois de sofrer um ataque cardíaco nas dependências da ALE-AM. No local, que possui um Centro Médico orçado em R$ 3,3 milhões, não foi encontrado um desfibrilador.

Saiba mais em 

Equipamento precário resulta em morte na ALE-AM

Políticas para as Mulheres começa a ganhar força no Amazonas

Embrapa desenvolve tomate ecológico

2 comentários:

  1. Esses deputados não sabem cuidar da saude deles mesmos imagine do povão

    ResponderExcluir
  2. E nós que pobre mortais que não temos mais nem casinha como ficamos

    ResponderExcluir

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash