Postagem em destaque

Barco com passageiros naufrága no rio Xingu no pará sete mortes já foram confirmadas

Vinte e cinco pessoas foram resgatadas com vida e sete mortes já foram confirmadas em naufrágio no rio Xingu, sudoeste do Pará. Uma embarc...

pague seguro

Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro

Grupo do Blog

terça-feira, abril 30, 2013

Senador cobra atraso de mobilidade para a copa


Agência Senado
 
O senador José Agripino (DEM-RN) criticou, nesta terça-feira (30), as poucas intervenções feitas em mobilidade urbana para a realização da Copa do Mundo no Brasil. O senador citou dados do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi) que revelam que dos R$ 7,07 bilhões previstos pelo governo federal para investimento em mobilidade urbana para a Copa, foram liberados, até o momento, R$ 300,2 milhões, o que corresponde a menos de 5% do volume de recursos.


 
 Quando é a Copa do Mundo de 2014? É amanhã! Obra de mobilidade urbana envolve desapropriação, licitação, construção, tempo. Vai ficar pronto? Lamentavelmente, não vai ficar pronto – disse.

O senador explicou que a falta de dinheiro pode ser um dos fatores que impede a liberação de mais recursos para as obras. Ele afirmou que o governo federal não consegue poupar dinheiro, já que mesmo com a arrecadação em queda, as despesas continuam altas.

- Para que as pessoas consigam chegar na hora ou até um pouco antes no estádio, é preciso que essas obras estejam prontas, que exista a possibilidade de um transporte confortável e rápido para as pessoas – afirmou.

Agripino disse que a Copa do Mundo pode impulsionar o turismo, mas ressaltou que, para que isso aconteça, as pessoas precisam voltar para os seus países com uma propaganda positiva do Brasil, o que demanda uma boa prestação de serviços de transporte urbano.

- Esse assunto é prioritário para a imagem do Brasil e a Caixa não montou um esquema especial para dar fluidez à análise das prestações de contas e para a liberação em tempo hábil. Resultado: essa tragédia! - disse o senador, fazendo um apelo para que o problema seja corrigido.

Agência Senado
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash