Grupo do Blog

segunda-feira, dezembro 03, 2012

Praça do congresso é reinaugurada com a chegada do papai noel

Governador Omar Aziz reinaugura Praça do Congresso e anuncia reabertura da Biblioteca Estadual para janeiro. Foto - Alex Pazuello - AGECOM

O governador Omar Aziz, acompanhado da primeira-dama Nejmi Aziz e dos filhos, reinaugurou, neste domingo, 2 de dezembro, a Praça Antônio Bittencourt, também chamada Praça do Congresso, que foi totalmente revitalizada pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), dentro do programa “Cartão Postal”, que recuperará o patrimônio histórico do Centro de Manaus.

“Estamos aproveitando a programação de Natal para entregar a praça totalmente restaurada e esperamos que seja um espaço que sirva à população. Mas não pára por ai, até a 24 de Maio nós já licitamos. Já iniciamos o restauro do Ideal Clube e do Palácio da Justiça. Tambem vamos restaurar todas as calçadas e as casas até a 24 de Maio. A gente espera com isso contribuir para resgatar a história da nossa cidade”, informou Omar Aziz. Também estiveram presentes à solenidade o vice-governador, José Melo, e o secretário estadual de Cultura, Robério Braga.


Sobre a Biblioteca Estadual, que está fechada para restauro, Omar Aziz anunciou que ela será aberta em janeiro de 2013. “Tivemos muitas dificuldades porque é um restauro minucioso e a gente não pode ser irresponsável e abrir a obra para o público e depois ela ter problemas. Há certeza de que no mês de janeiro entregamos a biblioteca. Agora, temos 13 bibliotecas em Manaus e toda escola tem biblioteca, portanto a gente não pode responsabilizar o secretário Robério Braga por isso. A obra fica pronta dia 15, mas vamos aguardar e inaugurar em janeiro”.

Alegria e emoção – A inauguração da praça atraiu centenas de pessoas ao centro da cidade. O casal Deusimar Bentes, 62, e Antônio Auzier, 64, chegou cedo para conferir a recuperação da praça que faz parte da história dos dois. Casados há quarenta anos, eles estudaram no IEA e namoraram diversas vezes na praça, na década de 1970, quando o local estava na sua arquitetura original.

“Nossa história começou aqui e hoje é uma alegria muito grande voltar e ver a praça como era originalmente. Namoramos e brigamos muito aqui também”, disse Deusimar.”É uma revitalização muito forte. Nós conhecemos a praça como ela era e o que a gente espera é que as pessoas preservem. É a memória da nossa cidade
que as pessoas vão poder conhecer agora”, comentou seu Antônio.

Para a comerciante Maria da Glória Azevedo, 65, que possui uma barraca de comidas regionais há três décadas no lugar, a restauração da praça é extreamamente significativa. “É um dos maiores projetos que já vi desde que estou trabalhando aqui. É uma valorização enorme. Sempre nos
deixaram ficar aqui, mas nunca nos deram condição, nem segurança para
trabalhar”, falou.

Achado histórico - Durante o trabalho de restauração, a equipe encontrou uma antiga tubulação de gás, dos anos 1800, quando a cidade era iluminada à gás. Segundo a diretora de patrimônio histórico e cultural da SEC, Regina Lobato, o achado ficará exposto com vidro temperado cobrindo as bocas dos equipamentos, para que a população veja como era feita a iluminação à época. A luz elétrica só chegou à cidade em 1896, oficialmente, na rede pública.

Estando instalada num dos lugares mais nobres de Manaus, na avenida Eduardo Ribeiro com rua Ramos Ferreira, Centro, a revitalização da Praça do Congresso levou mais de oito meses de trabalho, segundo o secretário estadual de Cultura, Robério Braga, e a primeira fase está concluída, entrando no roteiro de comemorações de fim de ano.

Decoração – A árvore de Natal instalada no local tem 28 metros por 12m de largura, sendo composta por vários pinheiros, somando mais de 12 mil unidades. O presépio francês quase em tamanho natural, que antes ficava armado no Largo de São Sebastião, agora estará montado no Congresso, também tendo passado por restauração. O presépio pertence à igreja de São Sebastião, sendo de 1900.

Durante o período natalino, todo dia haverá animação cultural, som ambiente, funcionamento de bancas de tacacá, de revista, cabine telefônica, sebo, e sorveteria na praça, além da circulação de artistas circenses pelo espaço, entretendo os frequentadores, de adultos a crianças.

Revitalização – O investimento para a obra foi de R$ 2,5 milhões, e faz parte do projeto lançado pelo governador Omar Aziz, em dezembro de 2011, o “Cartão Postal”, que prevê a revitalização do Centro histórico de Manaus e das cidades do interior, para receber a população e turistas. O trabalho concluído nesta etapa resgata o antigo traçado original, com toques de modernidade, como na iluminação de monumento, busto e mastro.

Dividida em quatro sessões, a área teve recuperadas as vias em pedra de arenito rosa, os famosos jacarés, que cortam o lugar, não tendo mais acesso a carros, apenas a pedestres. Com a reforma, a praça ganhou piso tátil para deficientes visuais e acessos com rampas em diversos pontos, incluindo para as bancas instaladas.

“Restaurar praças ou revitalizar ruas do Centro de Manaus representam mais do que uma simples obra de urbanização, significa o resgate da nossa história. Nossas crianças poderão futuramente estudar a nossa história em uma visitação ao Centro Histórico de Manaus, que muito nos revela sobre o nosso passado”, afirmou o governador Omar Aziz.

Monumento – O monumento erguido em homenagem à Nossa Senhora da Conceição na Praça do Congresso, em 1942, passou por restauro desde a base em pó de pedra, que foi refeito, até pedaços de mármore da santa. Foi reinstalado no espaço o mastro para a bandeira nacional. Fora a imagem de Nossa Senhora, a reabilitação da área incluiu a substituição do busto em homenagem ao ex-governador Eduardo Ribeiro.

Borracha – A Praça do Congresso foi projetada no período áureo da borracha e documentos datam sua inauguração em 1908, com o nome oficial de Antônio Bittencourt. Sua importância histórica, memorial e turística se deve ao fato de ser uma das construções significativas de uma época, tendo no seu entorno o Ideal Clube, o Instituto Benjamin Constant, a Avenida Eduardo Ribeiro e o Instituto de Educação do Amazonas (IEA). O lugar já foi chamado de Praça da Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash