Grupo do Blog

quarta-feira, novembro 14, 2012

Vereador Elias Emanuel recua sobre exploração Sexual de Crianças

Elias Emanuel disse  não ter indícios de um possível envolvimento de Agências de Turismo da Pesca Esportiva com a exploração sexual de crianças e adolescentes



O vereador foi convocado para depor nesta terça-feira (13) na comissão após ter feito denuncia no plenário da Câmara de Vereadores de Manaus sobre o assunto.

Elias Emanuel, que preside a Comissão de Direitos da Criança, do Adolescente e do Idoso da Câmara Municipal de Manaus respondeu à CPI de forma evasiva. Perguntado se estaria sendo pressionado para negar a denúncia, ele negou.

No seu depoimento, o vereador declarou que recebeu a denúncia de uma funcionária da AmazonasTur, companhia de turismo do Amazonas, durante uma reunião para tratar do enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes.


“Eu fui informado de que havia a possibilidade de leito de motéis serem alugados para pescadores esportivos fazer turismo sexual. Mas quando fui investigar, a presidência da AmazonasTur negou que houvesse a exploração de menores”, disse, acrescentando que recebeu a mesma resposta do promotor da área da infância, Públio Caio, e da delegacia especializada em crimes contra crianças e adolescentes no município.

Indagado sobre o nome da funcionária que fez a denúncia, Elias Emanuel não soube responder. A presidenta da CPI, deputada Erika Kokay (PT-DF), não ficou satisfeita com as explicações dadas pelo parlamentar. “O depoimento do vereador dá respostas que não são plausíveis. Fala de uma denúncia que recebeu de uma pessoa que ele não sabe quem é, que a pessoa sumiu. Portanto, um depoimento cheio de contradições”, declarou.

A relatora da CPI, deputada Liliam Sá (PSD-RJ), disse haver indícios de que estão sendo oferecidos, nos Estados Unidos, pacotes turísticos para turismo sexual envolvendo a exploração de adolescentes no Brasil. A parlamentar mostrou diversas reportagens publicadas em jornais da região e também sobre uma investigação promovida pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos contra uma empresa americana por suspeita de explorar o turismo sexual no Amazonas. “Os jornais têm apresentado várias denúncias. Há uma investigação internacional sobre o tema. Acho estranho não ter havido o aprofundamento da investigação”, disse.

A deputada Erika Kokay ressaltou que, diante da situação, a CPI vai fazer diligências em Manaus e em cidades do Amazonas, onde existem denúncias sobre o turismo sexual. “Nós vamos fazer uma diligencia ao município de Manaus e no estado do Amazonas. Nesse sentido, iremos apresentar outras convocações. Ouviremos a Superintendência da Polícia Federal em Manaus, o Ministério Público e a Delegacia da Criança”.

Nos dias 26 e 27 de novembro, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes fará audiências públicas em Manaus e no município de São Gabriel da Cachoeira, onde também existem denúncias de que meninas estão sendo exploradas sexualmente.

Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash