Postagem em destaque

Com altos níveis de mercúrio no sangue, santarenos estão sob risco de efeitos tóxicos

Professora Doutora, Heloísa avaliou os níveis de concentração de mercúrio no sangue de pessoas que vivem na região de Santarém. Décadas...

Grupo do Blog

terça-feira, outubro 23, 2012

25 mil pessoas no comicio de Dilma e Vanessa Grazziotin

“Nós oferecemos creches e não é só a construção. É o pagamento dos professores, móveis e comida. Me pergunto por quê eles não pegaram o dinheiro”, questionou-se a presidente Dilma, durante comício em Manaus.



Presidente durante o discurso (Antônio Lima)

Diante de um público estimado em 25 mil pessoas, de acordo com a polícia militar, a presidente Dilma Rousseff participou, na noite desta segunda-feira (22), do comício organizado pela coordenação de campanha da candidata à Prefeitura de Manaus pela coligação ‘Melhor pra Manaus’, Vanessa Grazziotin (PCdoB). Estiveram presentes autoridades que, em seus discursos, destacaram as próprias iniciativas.

Durante sua participação, Dilma ‘alfinetou’ a atual gestão da prefeitura e as anteriores. “Uma parte dos problemas do Brasil foi por dinheiro. Hoje não é esse o problema. Nós oferecemos creches e não é só a construção. É o pagamento dos professores, móveis e comida. Me pergunto por quê eles não pegaram o dinheiro”, questionou-se.

Dilma iniciou o seu discurso relembrando a vitória nas urnas em 2010, quando uma parte expressiva de seus votos eram de amazonenses. A presidente chegou a comparar a campanha de Vanessa à sua campanha na época. “Há coisas na eleição de Vanessa que se parecem com a minha. Inventaram muitas coisas sobre mim. E sabe quem enterrou as mentiras? Foram os votos dos manauaras!”




PSDB

Ao contrário de Lula, a presidente não atacou Arthur Virgílio. No entanto, relembrou o partido que o candidato faz parte, ao citar o reajuste do salário mínimo. “Vanessa ajudou o governo federal ao aprovar o reajuste. Vocês olhem quem foi e o partido que foi”, declarou.




Foi a oportunidade de Grazziotin desvincular-se do episódio negativo utilizado pelo adversário no segundo turno, Arthur Virgílio (PSDB), de que a mesma votou contra o aumento do salário mínimo no Congresso. “Pela primeira vez temos no País a valorização do salário mínimo a cada ano. Até isso entraram na Justiça. Não podemos continuar na cidade em que estamos”, afirmou a candidata.

Parceirias

Seguindo exemplo de Vanessa, Braga e Omar, Dilma ressaltou a parceria que poderá ocorrer caso a comunista assuma a Prefeitura. “Ninguém joga sozinho e é fundamental ter um time. E esse, será integrado pelo governo (federal). Preciso de gente em quem eu possa confiar", frisou a presidente.



O governador Omar Aziz defendeu Vanessa, afirmando que a candidata foi “difamada e não podemos permitir”. Ele aproveitou a ocasião para falar dos avanços viabilizados a partir de recursos federais. “O que pode ajudar é uma parceria completa. Prefeitura, governador do Estado e presidente Dilma. Agora mesmo, a presidente Dilma aprovou nove novas escolas de tempo integral do estado”, lembrou o governador.

Chegada




Para a visita, Dilma utilizou o avião presidencial. A aeronave pousou na pista do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes - Avenida Santos Dumont, Tarumã, Zona Oeste de Manaus. Contudo, a presidente deixou o local pelo Eduardinho – anexo ao aeroporto principal, que se encontra em obras de expansão em razão da Copa do Mundo de Futebol de 2014.

Mensalão

Seguindo exemplo do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), que esteve em Manaus para participar de comício à comunista que antecedeu o primeiro turno das eleições, a presidente não falou com os jornalistas, evitando, por exemplo, ser questionada sobre o escândalo do Mensalão, considerado um dos maiores esquemas de corrupção da política brasileira, ocorrido no governo Lula.




À época, Dilma fazia parte do grupo de ministros de Lula. Hoje, o Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu uma fase importante do julgamento do processo, condenando 11 réus, incluindo o ex-ministro José Dirceu – considerado o cabeça do esquema – por formação de quadrilha.

Frases


"Há coisas na eleição de Vanessa que parecem com a minha eleição", comparou Dilma.

"Maldades são feitas a mando por baixo, a mando dele. Nós continuamos fazendo uma campanha limpa", declarou a candidata do PCdoB.

"O Governo Federal não tem mania de grandeza. Preciso de bons parceiros", declarou a presidente.

Fonte: Acritica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash