Postagem em destaque

Eduardo Costa ameaça abandonar a carreira, Mãe e filha podem ser despejadas

Eduardo Costa se revoltou com a ex-mulher, Lília, que deu recentemente uma entrevista a Antonia Fontenelle falando sobre a pensão que ele ...

sábado, fevereiro 10, 2018

Que tiro foi esse que incomodou tanto ao jornalista Arnaldo Jabor

"QUE TIRO FOI ESSE" II
Minha foto

"Que tiro foi esse?" que incomodou tanto ao jornalista e comentarista da Globo, Arnaldo Jabor que também viralizado pelas redes sociais a incomoda pergunta feita pela música de Jojo Todynho, que, sem querer, também o coração das letras mais antigas da MPB ou seria apenas a representação do ocorre hoje nas favelas do RJ, com pessoas se atirando ao chão e se debatendo como se tivessem levado um tiro de verdade? Que tiro foi esse? Deve ter sido o tiro que liquidou de vez o que havia de bom na música!

Só sei que a que tiro deixou esquecida a música “Lua Branca” de Chiquinha Gonzaga, uma das primeiras compositoras a enfrentar os preconceitos da época por se tornar por se tornar uma das primeiras mulheres compositoras no Brasil, também ficou esquecida, “Pérola e o Rubi”, do saudoso Cauby Peixoto. Como esquecer de composições de Paulo Massadas e Michel Sullivaa? Arnaldo Jabor teve razão por se incomodar tanto e perguntar em uma que tiro foi esse? que se espalhou em várias redes sociais como rastilho de pólvora, que acende, queima, mas logo se apaga!




Como previu o irônico estilista e ex-deputado federal eleito pelo RJ, Clodovil Hernandez que disse depois glúteo e corpo bonitos passaram a gravar, vender e fazer sucesso imediatos, instantâneos e passageiros ”só faltava alguém puxar a descarga para descer o resto da porcaria em que as gravadoras vendem como MPB moderna, mas aram na péssima qualidade!” Os programas de mal gosto adquiridos de outras TVs do mundo, apresentados pela Rede Globo em busca de revelar novos "vozes do Brasil" que só fazem sucesso enquanto estão no The Voice Brasil ou The Voice Kids e depois desaparecem como surgiram ou passam a fazer sucesso em seus Estados de origem.

Ah, que saudades sinto da musicalidade dos antigos festivais promovidos pela Globo, que revelaram cantores famosos Geraldo Vandré, Emilio Santiago, Jessé! Ah que saudades sinto dos jurados Zê Fernandes e dos programas de J. Silvestre e Flavio Cavalcante que queimava LPs no quadro na "Boca do Forno" e dos jurados Pedro de Lara de Araci de Almeida, do programa musical de Silvio Santos. Como perguntou que “Tiro foi esse”, que conseguiu matar de vez a MPB?

“Que tiro foi esse que também “acertou os olhos de uma nação fazendo-os cegos às mazelas do nosso país, e robotizou todo mundo”. Que tiro foi esse que “paralisou o nosso povo impedindo-os de reagir aos constantes assaltos aos cofres públicos”, como escreveu o jornalista Arnaldo Jabor .Ou seria apenas só mais um tiroteio nas Favelas do RJ?


“Ah, Brasil! Que tiro foi esse que nos acertou em cheio, que roubou o nosso brilho e que nos fez retroceder?
É verdade que nós não sabemos de onde veio o tiro, mas é bem certo que esse tiro já derrubou muita gente.

Que Deus nos ajude, concluiu o articulista Arnaldo Jabor!!

Carlos Costa é Jornalista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash

pague seguro

Logotipos de meios de pagamento do PagSeguro