Circulo de Amizade

Poderá gostar também de:

quarta-feira, março 08, 2017

Detento tem saída temporária, e mata a mãe em Santarém.

Em Santarém, Detento tem saída temporária, e mata a mãe. Crime aconteceu na madrugada desta quarta (78); mulher ainda foi socorrida .Detento estava alcoolizado e fugiu após o esfaqueamento, segundo a família.


Do G1 Santarém
Um detento do Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura (CRASHM) esfaqueou e matou a mãe na madrugada desta quarta-feira (8), no bairro do Livramento, em Santarém, no oeste do Pará. O suspeito identificado como Antônio Sérgio Sousa Guimarães, vulgo Jurunas, estava em saída temporária e deveria ter retornado à penitenciária no dia 3 de março. Após o crime, ele fugiu. A mãe chegou a ser socorrida e levada com vida ao Pronto Socorro Municipal (PSM), mas não resistiu aos ferimentos.

Faca usada no crime foi apreendida pela polícia
(Foto: Bena Santana/G1)

De acordo com informações de familiares, o crime aconteceu na casa da vítima, quando Antônio chegou ao local visivelmente alcoolizado, sob efeito de drogas. O detento e a mãe, Maria Dilma Santos de Sousa, de 56 anos, começaram uma briga. Durante a briga, ele pegou uma faca e desferiu vários golpes contra a idosa que ficou bastante ferida.

Em estado de choque, as filhas da vítima, compareceram à 16ª Seccional de Polícia Civil, registraram o caso e pediram justiça. De acordo com informações da polícia, o detento iria ser encaminhado nesta quarta-feira (8) para o presídio, o que não aconteceu. Depois de agredir a mãe, o criminoso fugiu da casa onde estava.

A Polícia está em campo tentando localizar Antônio Sérgio. A faca usada no crime foi apreendida. O corpo da idosa aguarda a liberação do PSM, em seguida seguirá para velório e sepultamento.

Saída temporária
A saída temporária é um benefício que presos que cumprem pena em regime semiaberto podem conseguir. Eles devem apresentam bom comportamento e já ter cumprido um sexto da pena. Está prevista na Lei de Execuções Penais (Lei Nº 7.210, de 11 de julho de 1984).


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário

Flash