Postagem em destaque

Casa do Chefe de gabinete Erasmo Maia é alvo da operação "Apate"

Um dos alvos foi a casa do chefe de gabinete do prefeito Nélio Aguiar, Erasmo Maia. A esposa de Erasmo, Flora Aparecida, é acusada de envol...

Olho do Boto

Grupo do Blog

Informatica

sábado, outubro 22, 2016

Capitão da PM transmite operações ao vivo no Facebook

Com aval do Comando Geral, Capitão da PM transmite operações ao vivo no Facebook. Ações policiais, abordagens e até prisões realizadas por Alberto Neto são exibidas, em tempo real, em sua página


Com mais de 50 mil curtidas, a fanpage teve um alcance com mais de cinco milhões de pessoas só na última semana.

Alírio LucasManaus (AM)


Onde a vida real se confunde com a vida virtual? O Capitão Alberto Neto, da 2ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) da Polícia Militar, está levando essa pergunta ao limite. Ele criou, há cerca de seis meses, uma página no Facebook na qual registra e transmite as ocorrências, operações, ações e prisões feitas pela unidade policial, ao vivo.

A ideia do capitão surgiu quando ele começou a exibir em sua rede social os trabalhos, que hoje já contam com apoio de oito policiais. Todas as atividades são vistas com bons olhos pelo alto Comando Geral da Polícia Militar do Estado.

Com mais de 50 mil curtidas em sua fanpage e um alcance com mais de cinco milhões de pessoas só na última semana, Alberto conta objetivo da página é aproximar a população da corporação, que, na avaliação dele, tem uma imagem bem negativa perante a sociedade.

“A ideia é mudar a imagem da Polícia Militar do Amazonas, que tem uma das piores imagens do Brasil. Então, a ideia é deixar todo o trabalho da polícia transparente, já que temos uma cobrança muito grande de todas as partes”, destacou o capitão.

De acordo com o militar, desde que a página foi criada, diversas denúncias da população, tanto da área da 2º Cicom, que abrange os bairros Colônia Oliveira Machado, Educandos, Santa Luzia e Morro da Liberdade, quanto de outras zonas da cidade, passaram a chegar pela rede social. “Como já fui da Rocam (Rondas Ostensivas Cândido Mariano) e conheço muita gente da polícia, acabo repassando as denúncias que chegam até minha página e isso é muito positivo, pois acabamos mostrando resultados”, pontuou.

Ações policiais, abordagens e até prisões realizadas por Alberto Neto são exibidas, em tempo real, em sua página. “No início eu focava muito no preso, mas percebi que as pessoas têm interesse de conhecer o que a polícia faz e como é todo o operacional. Foto de bandido com droga não interessa mais”, garantiu o capitão.

Dado os números expressivos de alcance de sua página no Facebook, cinco milhões de usuários entre os dias 13 e 19 deste mês, o policial pretende ampliar o trabalho. “Vamos criar um canal no YouTube”, adiantou Alberto Neto.

Ações sociais divulgadas

Alberto Neto tem aproveitado o espaço para divulgar, além das prisões, ações sociais que são executadas pela PM. Segundo ele, um dos efeitos positivos da página é que a população passou a perder o medo de chegar até o policial para denunciar. “Hoje, trabalhamos com ação integrada, projetos esportivos e até mesmo projetos já conhecidos da PM”, afirmou o policial.

Comando vê 'com bons olhos'

O comandante-geral da Polícia Militar do Amazonas, Augusto Sérgio Farias, destacou disse que conhece todos os trabalhos realizados por Alberto Neto, inclusive a exposição dos suspeitos em sua rede social. “Os resultados dos trabalhos da PM podem ser transmitidos por qualquer meio, inclusive as redes sociais. Eu já visitei a companhia e somos conhecedores dos trabalhos realizados naquela unidade policial, que tem o apoio da comunidade e, sem tem o apoio da comunidade, é vista com bons olhos”.

Acritica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário