Postagem em destaque

Nélio assina Ordem de Serviço para a 2ª etapa da Praça de Eventos

Assinada a Ordem de Serviço para 2ª etapa da Praça de Eventos O Prefeito de Santarém Nélio Aguiar e o secretário Municipal de Infraest...

Flash

Poderá gostar também de:

Participe

Quem achou interessante

quinta-feira, maio 12, 2016

STF autoriza inquérito para investigar senador Aécio Neves (PSDB-MG)

O ministro Gilmar Mendes, do STF, autorizou a abertura de inquérito contra o senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, para apurar crimes de corrupção e lavagem de dinheiro por supostos desvios de recursos públicos.


Cirurgicamente maquinada para ser publicada hoje, quando a imprensa do Brasil e do mundo voltam 100% das atenções à admissão do impeachment da presidente Dilma Rousseff pelo Senado, pelo significativo quórum de 55 a 22 senadores, o que afasta a presidente por até 180 dias e, se mantido na votação final, impedirá definitivamente Dilma de continuar na presidência, o ministro Gilmar Mendes, do STF, autorizou a abertura de inquérito contra o senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, para apurar crimes de corrupção e lavagem de dinheiro por supostos desvios de recursos públicos.

O pedido de investigação foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com base em depoimentos da Operação Lava Jato. A suspeita é de que o tucano seria beneficiário de um esquema de corrupção em Furnas, estatal subsidiária da Eletrobras.

O inquérito foi aberto com base nas acusações feitas a Neves em duas delações premiadas: a do doleiro Alberto Youssef e na do ex-senador Delcídio do Amaral, cassado na terça-feira pelo Senado.

A notícia da abertura do inquérito no STF é dada pelos cantos dos jornais e some na avalanche da cobertura da saída de Dilma e entrada de Michel Temer no Palácio do Planalto.

Atualizado às 19h05m:

O ministro Gilmar Mendes, após receber a defesa prévia do senador Aécio Neves, determinou, na tarde de hoje (12), a suspensão das investigações “até que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, informe se considera mesmo necessária a abertura do inquérito”.

Parece piada, mas é sério… Ω

 Parsifal Pontes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário