Postagem em destaque

Nélio assina Ordem de Serviço para a 2ª etapa da Praça de Eventos

Assinada a Ordem de Serviço para 2ª etapa da Praça de Eventos O Prefeito de Santarém Nélio Aguiar e o secretário Municipal de Infraest...

Flash

Poderá gostar também de:

Participe

Quem achou interessante

domingo, março 05, 2017

Homem é executado com 4 tiros enquanto bebia perto de casa

 “Ele era muito popular aqui. Difícil acreditar que tinha inimizades. Ele estava bebendo com um colega próximo da casa dele quando chegaram dois homens de cara limpa e fizeram os disparos”, conta Francisco de Souza Pantoja, 47, padrasto de Miguel Alexandre de Oliveira Farias, de 31 anos, que foi morto nesta madrugada, no bairro do Barreiro, em Belém.


Miguel Alexandre estava com um amigo quando foi assassinado. (Foto: Daniel Costa)

Alexandre foi morto bem próximo de sua casa, na Rodovia Arthur Bernardes, próximo à Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Barreiro. Ele estava com um colega que não teve o nome revelado e que não foi encontrado no local. Segundo o padrasto de Alexandre, essa outra pessoa estaria em estado de choque.

Muito conhecido entre os moradores do local, segundo o padrasto, a morte de Alexandre ainda é causa de mistério para a Polícia. “Ainda deveremos analisar todos os pormenores da situação para conhecer a motivação para o crime”, disse o delegado Eduardo Rolo.

O padrasto da vítima contou ainda que Alexandre estava animado com a proposta de trabalho que recebera recentemente. No último dia em que esteve com a família comemorou a notícia. “Nesse feriado, ele foi almoçar com a gente e estava muito feliz que ia começar a trabalhar na segunda-feira como garçom”, lembra Francisco, comentando que Alexandre atuava em diversas atividades.

Francisco também contou que Alexandre se envolveu em um assalto há 4 anos, mas cumpriu pena e nunca mais voltou a cometer crimes.

De acordo com a perícia criminal, o rapaz recebeu 4 disparos no membro superior, sendo 2 de raspão no braço esquerdo e no antebraço direito. “Dos quatro disparos, um acertou a cabeça e outro o pescoço da vítima”, detalha o perito Benedito Leão. Foram encontrados ainda com o rapaz, segundo a perícia, sua carteira de trabalho e dois estojos de ponto 40.

(Wal Sarges/Diário do Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário