Postagem em destaque

Luciana Gimenez chama atenção com foto provocante

Ousada que só ela, a apresentadora Luciana Gimenez esbanjou sensualidade em um registro compartilhado nas redes sociais. Aos 47 anos de id...

Flash

Poderá gostar também de:

Participe

Quem achou interessante

quinta-feira, fevereiro 16, 2017

Dentista e filha são mortos por assaltantes

Após assalto, o dentista aposentado Francisco Ferreira Barros de Assis, 70, e a filha dele, a estudante de medicina, Rayssa Ferreira, 24, foram assassinados, na tarde desta quinta-feira (16), no bairro Espírito Santo, Zona Centro-Sul de Coari (distante 363 km de Manaus).
O latrocínio, roubo seguido de morte, aconteceu por volta das 12h, na residência onde morava o aposentado.

 


A frente da casa do dentista aposentado chegou a ficar lotada de curiosos – Henderson Martins

Conforme informações dos vizinho do dentista assassinado, em uma motocicleta, dois homens, ainda não identificados pela polícia, chegaram na residência e aproveitaram que o portão estava encostado para entrar no loca. Eles seguiram direto para o quarto onde estavam as vítimas.

“Ouvimos os disparos e vimos a moto sair em disparada. Quando entramos na casa, o doutor Assis estava na rede agonizando com dois disparos no peito. E a filha estava na cama com a marca de um tiro na cabeça”, disse a vizinha, que não quis ser identificada pela reportagem.

Ainda, de acordo com populares, o dentista chegou ser encaminhando para o Hospital Regional Dr. Odair Carlos Geraldo, mas não resistiu aos ferimentos. A filha de Assis faleceu no local do crime.

A frente da casa do dentista aposentado chegou a ficar lotada de curiosos, que aguardavam informações sobre o acontecido. Alguns comentavam que haviam visto o dentista saindo de um estabelecimento bancário, possivelmente com dinheiro da uma venda de uma casa.


Pai e filha não resistiram aos ferimentos – Divulgação

A venda do imóvel, segundo populares, seria para pagar uma dívida de um filho do dentista, que estaria em Manaus, com o tráfico de drogas.

Uma vizinha do dentista, que não quiser ser identificada, informou que na casa morava o dentista, o filho, identificado apenas por “Neto”, e uma funcionária – que não estava no local no momento do crime. A filha, que foi assassinada, estava passando as férias com o pai. Os vizinhos informaram, ainda, que alguns pertences e celulares foram levados.

“A Rayssa havia chegado há pouco tempo, ela faz medicina no Peru e já estava com a passagem comprada. Agora, o filho sempre foi uma dor de cabeça, ele usa drogas e apronta muito”, disse.

Alguns policiais civis e militares que acompanhavam a comitiva do governador no município, durante a inauguração de várias obras, tiveram que permanecer na cidade para investigar o caso de latrocínio.

Henderson Martins

EM TEMPO
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário