Postagem em destaque

Mentor da morte de técnica de enfermagem tinha briga com filho da vítima

Segundo o delegado Juan Valério, Lessandro Leal de Lima havia se envolvido em uma briga com o filho de Corina no dia 27 de maio e desde en...

Flash

Poderá gostar também de:

Participe

Quem achou interessante

sábado, fevereiro 18, 2017

Casal é executado a tiros dentro de casa

Crime ocorreu por volta das 23h, na comunidade Paraíso Verde. Filhos do casal, de 8 e 2 anos, presenciaram crime, segundo a polícia.

Crime ocorreu na comunidade Paraíso Verde, Zona Norte de Manaus (Foto: Ive Rylo / G1 AM)

Um casal foi executado dentro de casa, na comunidade Paraíso Verde, no bairro Santa Etelvina 2, Zona Norte de Manaus. O crime ocorreu por volta das 23h desta sexta-feira (17), próximo ao Conjunto João Paulo 2. Os filhos das vítimas, uma criança de 8 e outra de 2 anos, presenciaram todo o crime.

De acordo com informações de testemunhas, marido e mulher dormiam dentro de casa junto das crianças, quando tiveram a residência invadida por dois homens encapuzados. "Ouvimos uma discussão, o vizinho pedia calma. Eles estavam muito nervosos. Depois ouvimos os tiros e os gritos de choro das crianças", disse um vizinho que pediu para não ter o nome publicado.
saiba mais
Preso maltratado tem direito a indenização em dinheiro, diz STF
Mais um Soldado é assassinado no Pará
Segundo moradores, cerca de seis tiros foram disparados dentro da casa da família, localizada em um área de difícil acesso. "A impressão que tivemos é que o vizinho já os conhecia, porque chegou a chamar o nome de um deles. Eles eram bons vizinhos, não mexiam com ninguém", afirmou outro morador.

De acordo com a polícia, a maioria dos tiros foram disparados contra o rosto das vítimas. Após o crime, os dois criminosos foram vistos fugindo a pé pela rua. Próximo do local, um veículo os esperava. Os homens ainda não foram localizados e identificados.

Após a fuga, os vizinhos entraram na residência e socorreram as crianças que estavam em choque. Elas foram levadas para a casa de familiares.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) foi acionada, mas segundo testemunhas, foi impedida de entrar na comunidade pelos criminosos.

Polícias da 26ª Companhia Interativa comunitária (Cicom) atenderam a ocorrência. Equipes da delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs) também estiveram no local do crime para iniciar as investigações.
 Ive RyloDo G1 AM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário