Postagem em destaque

Mentor da morte de técnica de enfermagem tinha briga com filho da vítima

Segundo o delegado Juan Valério, Lessandro Leal de Lima havia se envolvido em uma briga com o filho de Corina no dia 27 de maio e desde en...

Flash

Poderá gostar também de:

Participe

Quem achou interessante

terça-feira, fevereiro 07, 2017

Agente penitenciário é preso com droga e celulares

Agente penitenciário é preso com droga e celulares na Cadeia Pública Vidal Pessoa O servidor Hermes Alberto Ugarte Júnior foi encaminhado ao 1º DIP para os procedimentos de flagrante e será indiciado por tráfico de drogas.
 
Foto: Divulgação

Leia Também

Uma execução bárbara 

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) flagrou, na manhã deste domingo (5), um agente penitenciário com diversos celulares e entorpecentes na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, localizada na Avenida Sete de Setembro, no Centro de Manaus. O servidor Hermes Alberto Ugarte Júnior foi encaminhado ao 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para os procedimentos de flagrante e será indiciado por tráfico de drogas e facilitação de entrada de materiais proibidos em estabelecimento prisional.




A ocorrência aconteceu por volta das 8h, quando Hermes estava chegando à unidade e foi interceptado por policiais do Departamento de Inteligência Penitenciária (Dipen) da Seap, que apreenderam todos os materiais que estavam com o agente, evitando que os objetos entrassem na Cadeia Pública.

De acordo com o secretário de Estado de Administração Penitenciária, tenente-coronel da Polícia Militar Cleitman Coelho, o Dipen trabalhava com informações de que Hermes entregaria uma arma de fogo para os internos, e com a abordagem foi apreendida uma grande quantidade de materiais proibidos. "Nosso setor de inteligência conseguiu interceptar relatos de que a ação aconteceria hoje. O agente teve o carro revistado e dentro do veículo foram encontrados os materiais".

Hermes portava no momento da abordagem 500 gramas de material entorpecente, 15 celulares, 11 carregadores, 11 fones de ouvido, 2 baterias, 1 serra, 5 alicates, 2 chaves de fenda, 1 martelo, 2 tesouras, 2 bocais de lâmpada, 3 chaves de algema, 1 espelho e R$ 1.459,50 em espécie.



O secretário Cleitman Coelho reforça que a Seap está intensificando as revistas e abordagens em familiares de internos, funcionários do sistema e demais pessoas que circulam nas unidades, para coibir a entrada de materiais proibidos nas unidades prisionais. "Os procedimentos de revistas estão mais rigorosos e iremos encaminhar a delegacia toda e qualquer pessoa que for flagrada com materiais que não são permitidos nas unidades", disse o secretário.


acritica.com Manaus (AM) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário