Flash

Poderá gostar também de:

Participe

Quem achou interessante

sábado, janeiro 28, 2017

Mototaxista mata colega por causa de ponto.

Depois de ter passado seis meses sendo procurado pela polícia, finalmente o mototaxista Edcarlos Oliveira de Moraes, 32, foi preso em Manaus pelo assassinado de outro mototaxista, o Willams Cerdeira Nogueira, que foi morto a tiros no dia 28 de junho de 2016, no bairro Coroado, na Zona Leste da capital. A vítima na época tinha 31 anos. 

(Foto: Erlon Rodrigues/Divulgação)

Edcarlos foi preso também no bairro Coroado, na avenida Beira Rio, durante cumprimento de mandado de prisão por homicídio triplamente qualificado, cumprido por investigadores do 11º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Após ser preso, ele confessou o crime e disse que matou porque Williams estava o ameaçando de morte.

Segundo a delegada Joyce Coelho, titular do 11º DIP, a motivação do crime foi uma disputa por ponto de mototáxi. “Willams e Edcarlos já haviam trabalhado em um lava a jato e mantinham uma rixa antiga. Um dia antes do delito, eles se encontraram em via pública e tiveram uma discussão banal. Na ocasião, o infrator ameaçou a vítima de morte”, disse Joyce.

No dia seguinte à briga, segundo a delegada, Edcarlos foi de bicicleta até a casa de Willams e o alvejou com um tiro nas costas, sem dar nenhuma chance da vítima se defender-se. Williams não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local, na frente da esposa e dos cinco filhos. Desde então, Edcarlos estava foragido, e nos últimos meses começaram a chegar denúncias do paradeiro dele.

Na quinta-feira (26), os policiais montaram campana nas proximidades da casa do suspeito que foi preso no momento que saia de casa. Edcarlos foi autuado pelo crime de homicídio qualificado, praticado por motivo fútil. Ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no Km 8 da BR-174. Ele já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas.

Joana Queiroz Manaus (AM)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário