Postagem em destaque

Nélio assina Ordem de Serviço para a 2ª etapa da Praça de Eventos

Assinada a Ordem de Serviço para 2ª etapa da Praça de Eventos O Prefeito de Santarém Nélio Aguiar e o secretário Municipal de Infraest...

Flash

Poderá gostar também de:

Participe

Quem achou interessante

sábado, dezembro 10, 2016

Ministério Público denuncia Lula por tráfico de influência

O esquema teria ocorrido entre 2013 e 2015, quando Lula já era ex-presidente.

 Foto: divulgação

O Ministério Público Federal em Brasília denunciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu filho Luiz Cláudio Lula da Silva e outras duas pessoas no âmbito da Operação Zelotes.


Eles teriam participado de um esquema de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa envolvendo a compra de 36 caças Gripen pelo governo brasileiro e a prorrogação de incentivos fiscais destinados a montadoras de veículos por meio da Medida Provisória 627.

O esquema teria ocorrido entre 2013 e 2015, quando Lula já era ex-presidente.

De acordo com os procuradores, Lula prometeu à consultoria M&M (Marcondes e Mautoni Empreendimentos e Diplomacia LTDA) interferir para beneficiar clientes da empresa na negociação dos caças junto ao governo
federal.

Em troca, a empresa de Luís Cláudio teria recebido R$ 2,5 milhões da consultoria. Os serviços não teriam sido prestados, segundo os investigadores.

Sócios da M&M, Mauro Marcondes e Cristina Mautoni também foram denunciados.

Para os investigadores, foi montada uma “relação triangular” envolvendo clientes da M&M, intermediários (Lula e os sócios da consultoria) e “agente público que poderia tomar as decisões que beneficiariam os primeiros (a então presidente da República Dilma Rousseff)”. Durante as investigações, no entanto, não foram encontrados indícios de que a presidente tivesse conhecimento do suposto esquema.

Letícia Casado
FOLHAPRESS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário