Postagem em destaque

Eduardo Braga é acusado de receber propina da JBS

Segundo depoimento do executivo Ricardo Saud, Eduardo Braga e mais quatro senadores receberam R$35 milhões do PT Em matéria veiculada no ...

Flash

Poderá gostar também de:

Participe

Quem achou interessante

segunda-feira, novembro 21, 2016

7 medidas para combater disseminação de notícias falsas no Facebook

Pela terceira vez em poucos dias, Mark Zuckerberg resolveu se pronunciar acerca da presença de notícias falsas no Facebook. Desta vez, porém, o CEO revelou quais são os planos da sua equipe para combater o problema.

(Foto: Alessio Jacona / Flickr)

AS SETE MEDIDAS 


Detecção reforçada: “A coisa mais importante que podemos fazer é melhorar nossa capacidade de apontar informação falsa. Isso significa sistemas técnicos melhorados para detectar o que as pessoas vão sinalizar como falso antes que eles façam isso sozinhos.”

Denúncias mais fáceis: “Fazer com que fique muito mais fácil para as pessoas reportarem histórias como falsas nos ajudará a pegar mais desinformação rapidamente.”

Verificação terceirizada: “Há muitas organizações de ‘fact checking’ respeitáveis e, apesar de termos feito contato com algumas, planejamos aprender com muitas outras.”

Avisos: “Estamos explorando identificar histórias que tiverem sido sinalizadas como falsas por ferramentas terceirizadas ou pela nossa comunidade, e mostrar avisos quando as pessoas lerem ou compartilharem [isso].”

Artigos relacionados de qualidade: “Estamos melhorando a qualidade das histórias que aparecem nos artigos relacionados abaixo dos links no Feed de Notícias.”

Destruindo as finanças das notícias falsas: “Muita desinformação é bancada por spam com motivações financeiras. Estamos procurando formas de destruir as economias com políticas de publicidade como a que anunciamos no começo desta semana, e melhorar a detecção de fazendas de publicidade.”

Ouvir: “Vamos continuar trabalhando com jornalistas e outros na indústria de notícias para obter suas ideias, em particular, para entender melhor seus sistemas de checagem e aprender com isso.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário