Postagem em destaque

Mentor da morte de técnica de enfermagem tinha briga com filho da vítima

Segundo o delegado Juan Valério, Lessandro Leal de Lima havia se envolvido em uma briga com o filho de Corina no dia 27 de maio e desde en...

Flash

Poderá gostar também de:

Participe

Quem achou interessante

segunda-feira, outubro 03, 2016

Empresário é feito refém dentro de casa

Jaime dos Anjos e Thielson Silva foram presos após liberarem os reféns.

Na tarde de sábado (1), um empresário do ramo de venda de pimenta do reino e um entregador de água mineral passaram momentos de tensão e medo ao serem feitos reféns por dois assaltantes, um deles armado com um revólver calibre 38 municiado. A arma de fogo era apontada em direção à cabeça do empresário a todo o momento.
 
 (Foto: Tiago Silva/Diário do Pará)
Leia Também:

Mojui viveu clima de terror: Bandidos fazem refém candidato a prefeito de Mojuí dos Campos



Após quase duas horas de negociação com policiais militares e com a equipe de investigadores coordenada pelo delegado Paulo Benício, da Polícia Civil, os assaltantes resolveram se entregar e liberar os reféns. Os criminosos foram identificados como Jaime Ferreira dos Anjos, 21, e Thielson Correa Silva, 27. Entre as exigências, eles solicitaram dois coletes balísticos, a presença da imprensa e de seus familiares. Um terceiro envolvido, Igor Santos Rodrigues, de 20 anos, foi preso antes mesmo de a negociação começar. O trio estava em um carro modelo Fox de cor preta, que havia sido roubado minutos antes.

Uma das vítimas, Jucelino da Silva Castro disse que estava em seu local de trabalho, em Castanhal, quando foi designado para entregar água mineral em uma casa de luxo, na alameda Osasco, no bairro Novo Estrela, periferia da cidade. “Quando o portão estava fechando, fui surpreendido por três homens que estavam em um carro. Eles me renderam e me levaram novamente para dentro da casa e lá também renderam o dono do imóvel”, disse o funcionário.

Ainda segundo ele, os assaltantes perguntavam para o dono da casa “onde está os 100 mil? Cadê, onde está os 10 mil?”. Mas o proprietário dizia que não tinha dinheiro algum. Abalado, o empresário não quis gravar entrevista.

VIZINHOS CHAMARAM A POLÍCIA

Um vizinho percebeu a movimentação estranha e acionou a Polícia Militar, por meio do Núcleo Integrado de Operações (Niop-190). Os policiais militares do grupamento Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicleta (Rocam) e do Recobrimento Tático chegaram ao local e prenderam Igor, que tentava fugir no carro Fox de cor preta. Depois os policias deram início às negociações. A equipe do delegado Paulo Benício deu apoio. “Nós não vamos machucar ninguém, a gente só quer sair daqui numa boa. A gente já perdeu já”, diziam os assaltantes.

Os ladrões desceram com as vítimas, um deles jogou a arma no chão, os reféns foram liberados e os acusados se renderam com as mãos na cabeça. Nesse momento, populares que assistiam de longe a negociação correram para tentar agredir os presos. A ação foi impedida. O carro roubado foi recuperado. O revólver calibre 38 também foi apreendido.

(Tiago Silva/Diário do Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário