Postagem em destaque

Nélio assina Ordem de Serviço para a 2ª etapa da Praça de Eventos

Assinada a Ordem de Serviço para 2ª etapa da Praça de Eventos O Prefeito de Santarém Nélio Aguiar e o secretário Municipal de Infraest...

Flash

Poderá gostar também de:

Participe

Quem achou interessante

terça-feira, agosto 02, 2016

PF deflagra 33 ª fase da Lava-Jato, a operação é batizada de Resta Um

SÃO PAULO. A Polícia Federal cumpre nesta terça-feira a 33 ª fase da Operação Lava-Jato, batizada de Resta Um. As equipes cumprem 32 ordens judiciais, sendo 23 mandados de busca e apreensão, 2 de prisão preventiva, 1 de prisão temporária e 6 de condução coervicitiva. Os mandados são cumpridos em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Goiás, Pernambuco e Minas Gerais. 

Agência O Globo






O alvo é a construtora Queiroz Galvão e são investigados contratos do Complexo Petroquímico do Rio, da Refinaria Abreu Lima, da Refinaria Vale do Paraíba, da Refinaria Landulpho Alves e da Refinaria Duque de Caxias.

A construtora Queiroz Galvão possui o terceiro maior volume de contratos investigados no âmbito da Operação Lava-Jato. São apuradas práticas de crimes de corrupção, formação de cartel, associação criminosa, lavagem de dinheiro, entre outros.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), a Queiroz Galvão formou, com outras empresas, um cartel de empreiteiras que participou ativamente de ajustes para fraudar licitações da Petrobras. Esse cartel maximizou os lucros das empresas privadas e gerou prejuízos bilionários para a estatal.

“Além dos ajustes e fraude a licitações, as evidências colhidas nas investigações revelam que houve corrupção, com o pagamento de propina a funcionários da Petrobras. Executivos da Queiroz Galvão pagaram valores indevidos em favor de altos funcionários das diretorias de Serviços e de Abastecimento. Em sua parte já rastreada e comprovada, as propinas se aproximam da cifra de R$ 10 milhões. Esses crimes estão comprovados por farta prova documental que corroborou o depoimento de, pelo menos, cinco colaboradores, sendo três deles dirigentes de empreiteiras”, disse o MPF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário