Postagem em destaque

Professora exigia sexo para aumentar notas de alunos. Veja o vídeo!

Uma professora casada de Medellín, Colômbia, foi presa após acusações de que transava com alunos menores de idade e, em troca, dava notas ...

Olho do Boto

Grupo do Blog

Informatica

terça-feira, maio 31, 2016

Deu na Folha, agorinha: Delator Português diz que deu propina ao PSDB

Empresário português, confessou, em delação premiada, ter pago R$ 1,5 milhão em propina para o ex-presidente do PSDB mineiro, Nárcio Rodrigues, coordenador das campanhas de Aécio Neves e Antonio Anastasia.


O executivo português Firmino Rocha afirmou em delação premiada assinada com o Ministério Público de Minas Gerais que a empresa em que trabalhava pagou propina ao ex-presidente do PSDB de Minas e aliado do senador Aécio Neves, Nárcio Rodrigues, que teve decretada prisão temporária, de cinco dias, nesta segunda-feira (30) na Operação “Aequalis”.
Segundo o delator, o suborno teve valor de cerca de R$ 1,5 milhão e parte dele foi destinado ao financiamento ilegal de campanhas eleitorais. Na época, Rodrigues ocupava o cargo de secretário estadual de Ciência e Tecnologia do governo do hoje senador Antonio Anastasia (PSDB).
De acordo com o executivo, a propina teve origem em contrato superfaturado de venda de equipamentos para o centro de pesquisa mineiro “Cidade das Águas”, e parte foi remetida ao paraíso fiscal de Hong Kong em 2014.

É só um “pedacinho”. Falta a Construtora CWP, de Waldemar Anastasia Polizzi, primo do senador, providencialmente “vendida a outros empresários apenas quatro meses antes de Anastasia, o relator do impeachment, assumir o governo.

Na época, justamente, desta foto aí de cima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo
que você achou?
Meta o dedo
Deixe seu comentário